O que você faz quando a pessoa que mais te machuca é aquela que você mais ama? Em Smashed, um casal alcoólatra,  Charlie (Aaron Paul de Breaking Bad) e Kate (Mary Elizabeth Winstead de Scott Pilgrim) botam a teste o seu relacionamento quando Kate decide ficar sóbria.

Considerando o enredo do filme estava preparada para algo super emocional, mas acabei recebendo uma dose de realidade. Do início ao fim nós vemos um casal ordinário, sem vaidade nenhuma, que trabalham para sustentar o vício e se divertir à noite graças a bebida. Na hora em que Kate passa por experiências que realmente a assustam, abrem seus olhos, e vê que o marido não a acompanhou ou compreendeu, as coisas começam a mudar e é quando tudo entra em colapso. Além do mais, quando uma mudança é tão extrema, é difícil que as coisas continuem as mesmas e o filme mostra grande parte disso: a luta de Kate contra o alcoolismo, as consequências que trouxe para ela e para o seu casamento com alguém que ainda não percebeu o próprio vício. É impossível não admirar uma mulher que é forte o suficiente para viver embaixo do mesmo teto que o seu maior medo, a volta do vício, por amor.

A jornada de Kate durante esse processo é realmente inspiradora porque além de extremamente forte, ela é corajosa para assumir seus erros e lidar com as consequências. O filme é bem real e cheio de diálogos interessantes. Uma das minhas surpresas desse ano.

Smashed, 2012. Diretor: James Ponsoldt. Elenco: Mary Elizabeth Winstead, Aaron Paul, Nick Offerman.

Share: