Junho

Sempre penso em fazer resumo do mês, mas acabo esquecendo e quando vejo já está na metade do outro mês e assim vai.. mas vou tentar manter essa categoria atualizada o máximo possível. Deve ser porque esse ano cada mês foi tão singular, tão cheio de acontecimentos que é uma forma de rever, relembrar, repensar e esperar que o próximo seja melhor.

Junho foi um dos meses mais aguardados do ano por um único motivo: matar saudades. Foi o mês que passei uma semaninha em Manaus e pude rever amigos, minha família e conhecer as duas cadelas que minha mãe adotou (e confesso que queria trazer as duas de volta comigo). Também foi um mês interessante em termos de eventos: assisti o show da Sky Ferreira (prometo fazer post sobre isso), vi meu primeiro jogo de futebol em um estádio em plena Copa do Mundo (leia aqui), vi As Virgens Suicidas (resenha antiga aqui) no cinema pela primeira vez graças a um evento do MIS, a exposição da Yayoi Kusama (outro post que prometo fazer), entre outros…

Também pude matar saudades de amigas, conheci outras pessoas que foram entrando na minha vida já arregaçando tudo e marcando desde o início e eu… vivi. Vivi estresse constante de final de primeiro semestre da pós, de quase virar a noite no trabalho, de sentar e chorar, de ser quase assaltada, ufa! Já deu por um mês, né?

Coisas muito, muito, muito boas aconteceram, outras que me deixaram com nervos a flor da pele, e algumas muito ruins. O importante é que a vida é assim mesmo e que eu tento levar um dia após o outro, mas a melhor parte é que ele sempre me dá algo novo e disso não posso reclamar. 🙂

Share: