Voltei de viagem e louca pra postar tudo no blog! Aliás, esperem mais posts e com uma frequência maior. Enquanto viajava fiquei pensando em várias coisas que queria escrever aqui ou somente outros assuntos que eu gostaria de tratar, então, caso você visite ocasionalmente, pode voltar sempre porque vai ter muito mais coisas a partir de agora. 🙂

Digo, desde já, que farei posts separados porque são muitas fotos pra mostrar e um dos posts será gastronômico, obviamente. Falando em Buenos Aires: estou apaixonada. Vou contar um pouquinho mais pra vocês de como tudo aconteceu: viajei com os meus pais meio que sem planejamento nenhum. O Peixe Urbano tinha uns cupons com preços bons pra ir pra lá, meu padrasto comprou e nos avisou. No cupom vinha a passagem + hotel + city tour. Eu que não sou muito fã de passeios guiados por gostar de montar uma programação com as coisas que mais me interessam, pelo menos quando visito a cidade pela primeira vez, mas tive uma bela surpresa quando passamos a manhã do sábado conhecendo muitos lugares interessantes e aprendendo um pouco da história acompanhados do guia e de outras pessoas não tão agradáveis.

Sexta-Feira 

Chegamos na hora do almoço e logo descobrimos que era feriado. Nosso hotel ficava no centro e estava tudo bem calmo, coisa que iríamos ver que era totalmente diferente na segunda-feira. Como nosso check-in era somente as 15h decidimos almoçar ali por perto e andar até alguns dos lugares que tínhamos na nossa listinha de pontos turísticos. De noite, tinhamos reserva em um restaurante super conhecido de lá, o La Cabrera, mas isso é assunto pra um próximo post.

Confitería El Molino

Quando eu estava fotografando esse prédio, um senhor argentino veio falar comigo me contando a história do local, falando que quando fechou ele ficou extremamente triste pois antigamente era uma das alegrias da cidade e até hoje se lembra e sente falta da época que o frequentava. Quando eu perguntei o porque fechou, ele respondeu “coisas da vida, as coisas sempre tem um fim, né?” 🙁

Congreso de la Nación Argentina

 Plaza de Mayo

Essas senhoras perto dos cartazes são mães de soldados que morreram na Guerra das Malvinas e estão há três anos na frente da prefeitura atrás de justiça.

O Gran Café Tortoni existe tem uns 150 anos. É super clássico na cidade e decidimos ir mais pra conhecer o local do que comer, mas acabamos pedindo churros e alfajor e meu deus, os dois eram uma delícia. Mais detalhes no post gastronômico.

Essas fotos são só do passeio que demos no centro no primeiro dia. Eu ia falar pra vocês imaginarem o resto, mas amanhã eu já mostro. 🙂

 

Share: