Desde que fui começando a assistir cada uma dessas três séries tive uma vontade imensa de recomendar cada uma delas pra vocês, mas como elas tem estilos razoavelmente parecidos, um post só faria muito mais sentido. De início, aviso logo que são séries mais “fortes” e bem dramáticas. Nada de bonitinho ou fofo acontece nelas, e na realidade, é parte de que me deixou tão interessada nelas desde o início.

Bates Motel é uma “prequel” do filme Psicose do Hitchcock, mas se passa nos dias de hoje. Deu pra entender? Bom, a mãe (Norma) e o filho (Norman) se mudam para uma cidadezinha após a morte do marido, lá eles compram o motel que dá título a série e resolvem começar uma nova vida. O problema é que a cidade é tudo menos uma cidade normal do interior, e nisso mistura-se sexo, drogas, assassinatos e várias outras coisas. A melhor parte, de longe, são as interpretações sensacionais dos atores principais. A série é bem sólida, tenho me desagradado só um pouco no season finale, mas ainda é boa o suficiente pra ser recomendada.

The Following foi a estreia da temporada. Desde o piloto até o finale eu fiquei que nem louca atrás da série. Vibrava por ser segunda-feira e sair episódio novo, e ainda mais quando era na terça que eu podia assistir. A série é extremamente inteligente, mas deu uma decaída, e depois voltou a ficar boa de novo, mas aviso que decepcionou muita gente no meio da (curta) temporada. Pra quem não conhece, é a história de um serial killer (Joe Carrol) com um agente do FBI (Ryan Hardy). Joe, por ser carismático, formou um culto de individuos que tem prazer em matar, ou simplesmente se interessam por isso. Com ele querendo ficar próximo ao seu filho e esposa, o culto e ele começam a eliminar pessoa por pessoa e começa uma brincadeira de gato e rato pra saber quem vai capturar o outro primeiro.

Hannibal, pra mim, é a mais difícil de se assistir. Ainda que ela seja, de longe, a mais esteticamente impecável e com cenas dignas de filmes de primeiro lugares em bilheterias, o ritmo dela é mais lerdo. As cenas de ação são muito mais forte que a das outras duas, tendo episódio proibido nos Estados Unidos, mas é ainda assim, é um suspense bem psicológico. A série é baseada na relação entre um investigador do FBI, Will Graham, que tem sérios problemas e o psiquiatra forense, Dr. Hannibal. Considerando que vocês conhecem o filme, é muito bom ver o assassino próximo ao que será, num futuro próximo, seu maior inimigo.

As séries, por mais parecidas que pareçam ser não podiam ser mais diferentes. Todas são super curtas, com 13 episódios no máximo, então dá pra fazer uma maratona no final de semana e olha só, tem pra todos os gostos. E ah, The Following e Bates Motel já foram renovadas para segunda temporada!

Imagens: 1/2/3

Share: