Se eu pudesse falar de um filme que mudou a minha vida, me fez ter aquela vontade de reassistir todos os dias, o primeiro, o que me eu falei por anos que era o meu preferido, seria esse.

Eu posso estar enganada, mas como gosto é algo pessoal, acredito que existam poucos filmes tão bonitos e tristes como As Virgens Suicidas. A história dessas cinco irmãs que são o sonho de consumo de qualquer menino do bairro, porém são presas pelas regras absurdas dos pais super rígidos te conquista. Não acho que precise falar mais do que isso pois todo mundo já assistiu esse filme ou sabe do que se trata, mas preciso compartilhar o que ele me fez sentir desde a primeira vez que eu o assisti.

É muito fácil notar o quão lindo o filme é. Todos os aspectos: cores, trilha sonora, detalhes que são usados e a atenção que é dada é de tirar o fôlego. Todos dizem que a Sofia Coppola faz filmes bonitos, mas nem sempre bons e eu não consigo imaginar outra pessoa pra dirigir esse filme porque é exatamente isso, elas são vistas como figuras angelicais em um mundo imperfeito, triste, mas que ainda tem o seu charme, uma beleza em volta delas e é exatamente isso que o filme te passa durante todo o tempo. Os poucos momentos de felicidade são compensados por vários outros de melancolia. Quando li o livro consegui imaginar os detalhes exatamente como o filme, não sei se é porque li o livro muito depois, mas aconteceu.

Até hoje assisti poucos filmes que me encantaram tanto visualmente. Quem nunca usou uma imagem do filme em alguma rede social? E acima de tudo, a história. Pode parecer simples, mas o que ela tem de bonita, tem de triste e é impossível não sentir empatia pelas irmãs Lisbon e uma vontade, como aqueles meninos, de tirá-las daquele lugar. Até hoje paro e penso como elas estariam hoje, se elas são felizes, se realizaram o que quiseram. A verdade é que eu sinto que esse filme toca lá no fundo, que ele pega um pedaço de ti e leva com ele, e pra você resgatar esse pedacinho, você tem que assistir novamente. E caso você nunca tenha assistido, vá atrás e deixa essas irmãs roubarem esse pedaço, te garanto, não vai se arrepender.

The Virgins Suicides, 1999. Diretor: Sofia Coppola. Elenco: Kirsten Dunst, Josh Hartnett, James Wood e Kathleen Turner

Share: