aa

Depressão não é algo que me afeta pessoalmente, mas tenho vários amigos que tem que lidar diariamente com ela e devido aos acontecimentos mais recentes resolvi compartilhar esse post que saiu, originalmente, no Buzzfeed e uma amiga pediu pra compartilhar aqui no blog, por motivos óbvios. Sem contar que pode ajudar muita gente.

1. A maioria das coisas que as pessoas vão dizer para te ajudar são profundamente e perigosamente inúteis.
Graças ao excesso de desinformação sobre o que a depressão é de verdade, as pessoas frequentemente pensam que dizer coisas como “seja mais feliz”, “não fique deprimido” e “faça um esforço maior” são conselhos válidos. Não são.

2. Dói fisicamente.
Na tentativa mais sem graça do corpo humano fazer uma metáfora, muitas pessoas deprimidas relatam sintomas físicos, tais como dores musculares, dores nas juntas e palpitações no peito. Se você está deprimido e com dor, veja com seu médico para discutir as causas prováveis.

3. Pedir ajuda parece contraditório.
Uma das muitas mentiras que a depressão te conta é que ninguém se importa com você, então você não quer “incomodar” as pessoas pedindo ajuda. Lute contra esta mentira. Derrube-a no chão. Dê um murro na cara dela. Alguém vai te ouvir.

4. Seu relacionamento com comida muda para “é complicado”.
O meio-termo entre “esquecer de comer o dia inteiro” e “comer até as paredes” não está mais no cardápio. Hábitos alimentares ruins podem piorar a depressão, então procure ajuda médica que sua dieta se tornar preocupante.
5. Alguns “amigos” vão te largar (mas tudo bem).
Alguns dos seus ditos “amigos” não vão saber como lidar com você e vão desaparecer. Deixe-os ir e continue se preocupando com você. As pessoas que ficam são aquelas que vão fazer a diferença.

b

6. Você sente que está ficando completamente louco.
Depressão é uma doença mental que muda de forma; ela se manifesta com ataques de pânico, hábitos e pensamentos compulsivos, fobia social e vários outros transtornos. Lembre que você não é louco. Você está doente e pode melhorar.
7. Tudo vai começar a te incomodar. Até você próprio.
Irritabilidade é um sintoma da depressão que não recebe a atenção devida. Sentir-se mal-humorado é parte do processo e não deveriam te fazer sentir mal por isso.

8. Qualquer atividade vai parecer demais.
Algo simples como encher uma tigela com cereal de repente tem muitas etapas e agora você está se sentindo frustrando e oh, por favor não chore…

9. É praticamente impossível saber quando é só a “depressão falando”.
Tentar distinguir seus pensamentos racionais e saudáveis das coisas que jamais passariam pela sua mente se você não estivesse deprimido é como tentar tirar com a colher o xixi de uma piscina. Mas ser capaz de saber essa diferença é um passo importante na estrada para a recuperação.

10. A depressão vai causar estragos em seu horário de sono.
Você não consegue dormir quando quer, mas quando você realmente precisa estar em algum lugar você é derrubado por um cochilo de cinco horas totalmente não planejado.
11. A depressão também pode significar não sentir nada.
Se você está deprimido, presume-se que você está triste, mas a depressão também pode fazer com que você se sinta dormente e/ou emocionalmente exausto. Não importa o que as outras pessoas falem, continua sendo depressão; se você se sentir emocionalmente dormente ou vazio, você deve contar ao seu médico ou terapeuta.

12É incrivelmente entediante.
Imagine que você só consegue ver uma coisa na Netflix, e é uma série com 80 temporadas e episódios que duram 24 horas. Imagine que você não tem interesse algum nos personagens nem na trama. Quando você está deprimido, sua vida parece com essa série. Tente se distrair por breves períodos de tempo com qualquer coisa que vá prender sua atenção e te tirar do tédio, não importa quão temporária essa distração seja.

13. Você vai se sentir culpado.
O que é pior do que estar deprimido? Sentir que você é um fracasso ingrato e egoísta por ter um transtorno que você não consegue controlar. Esse é um pensamento depressivo comum, e não é verdadeiro. Terapia cognitiva comportamental pode te ajudar a identificar pensamentos e emoções depressivas (como a culpa) e te dar as ferramentas para lidar com esses sentimentos.

14. Provavelmente porque as pessoas vão te dizer coisas que vão fazer com que você se sinta julgado.
Sim, existem pessoas passando fome. Sim, existem pessoas com “problemas reais”. Isso não te faz menos doente.

15. Seus sonhos ficam estranhos.
Alguns estudos indicam que ao passo que as pessoas enfrentam os estágios da depressão, o conteúdo e a qualidade dos seus sonhos oscilam.

c

16. Os espelhos viram seus piores inimigos.
Baixa auto-estima é um sintoma da depressão, logo, o seu espelho pode te lembrar o quanto você rejeita sua imagem ou quem você é. Às vezes é melhor apenas cobri-los por alguns dias.

17. A depressão vai parecer um estado “lógico”.
Alguns estudos mostram que as pessoas deprimidas tem uma visão de mundo notavelmente irrealista, então você pode racionalizar o seu pensamento depressivo (“Eu sou uma pessoa má”) como um fato incontestável. Isso não é verdade, e a terapia pode te ajudar a entender como a depressão atrapalha a sua lógica.

18. Então você vai discutir intensamente com as pessoas sobre o quão terrível você é.
“Eu te acho incrível.”
“NÃO, VOCÊ NÃO ACHA, EU SOU CLARAMENTE A PIOR PESSOA DE TODAS VÁ EMBORA.”

19. Tentar entrar novamente a sociedade depois de estar deprimido por um longo tempo é muito estranho.
Pode ser que demore um pouco antes de você se sentir bem com as pessoas de novo, então não há problema em ir ao seu tempo e lentamente reintroduzir-se em situações sociais.

20. Você não vai ser capaz de pensar claramente sobre o seu futuro.
Isso não só vai detonar a sua capacidade de esperança, mas também vai tornar sem sentido a ideia de que em algum momento as coisas vão melhorar. Se você se sente assim, por favor, tome medidas para procurar ajuda médica ou conversar com um amigo ou conselheiro.

21. A depressão vai fazer com que você se sinta sozinho. Você não está sozinho.
Se você precisa de informação sobre depressão ou quer falar com alguém sobre isso, aqui no Brasil, você pode acessar o CVV – Centro de Valorização da vida, no site http://cvv.org.br.
E obrigada Bruna, por já ter me mandado o texto traduzido. 🙂

Imagens: GabrielaMinks e Laura Makabresku

Share: